O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras
Em: 12 de fevereiro de 2021

Educação debate sobre “Saúde em Tempo de Pandemia”

Fazendo parte do Programa “Saúde na Escola”, a Prefeitura Municipal de Mimoso do Sul, através das Secretarias Municipais de Educação e Saúde realizaram nesta manhã de sexta-feira, dia 12 de fevereiro, na Primeira Igreja Batista, o evento “Saúde em Tempos de Pandemia”, que tratou sobre temas como a ansiedade, medo, insegurança, depressão, tristeza, luto, saúde mental e diversas questões relacionadas a pandemia da Covid-19 que trouxe momentos desafiadores em todos os âmbitos da sociedade.

Os maiores objetivos são o fortalecimento e a parceria da Educação com a Saúde, para implantação e desenvolvimento do Programa Saúde na Escola. E como primeira ação um momento de acolhimento aos professores, reconhecendo – os como base do processo de Ensino e Aprendizagem, e também como profissionais que também necessitam de atenção a saúde física e mental, mediante a Pandemia. Assim, é possível integrar e articular de forma permanente uma melhor qualidade de vida à população.

O encontro regado de muita informação, conteúdos relevantes e atuais, contou com uma conversa com a participação do Pastor Wesley Jacob, da Primeira Igreja Batista, da Secretária Municipal de Educação Gracielli Pereira Defante Pacheco, da coordenadora do Projeto Cintia Gualandi e do psicólogo Roni que discorreu sobre tópicos relevantes sobre esses tempos de pandemia.

Para a Secretária de Educação Gracielli Defante, o maior desafio é atenuar as diferenças e desigualdades que foram evidenciadas com a Pandemia. “Nesse momento de retorno as aulas, o primeiro ponto a se trabalhar é que os sentimentos deverão ser acolhidos, nossas crianças e profissionais passaram por momentos e experiências de perda, medo, ansiedade, entre outras e isso de ser visto de maneira especial”, comenta.

A Secretária acrescenta ainda que, mudanças na rotina foram feitas, e agora a rotina será pensada novamente. Portanto, o professor é fundamental nesse processo de acolhida. “Vamos adequar o aprendizado, trabalhando as habilidades sócioemocionais previstas na BNCC, reorganizar conteúdos de acordo com a nova realidade educacional, rever e adaptar objetivos, avaliar e elaborar estratégias de recuperação da aprendizagem,” finaliza.

Últimas manchetes